quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Automedicação não é a solução.

Eu andei sumidinha esses dias e aprendi uma dura lição: auto medicação nunca mais.

Há mais ou menos umas duas semanas, peguei "uma gripe" sinistra. A expert aqui, se encheu de remédio pra gripe, de chazinho disso e de aquilo e achando que era uma gripezinha boba, seguiu a vida normalmente.

Saiu a noite, fiquei no sereno, foi no casamento, tomou gelado, tomou mais sereno e só aquela dorzinha de cabeça da gripe, dor no corpo, nariz entupido. Hurum, vai nessa.

A dor de cabeça aumentou de quase cegar, o nariz nunca mais desentupia, uma tosse sinistra a noite toda e aí então, mais de uma semana depois do inicio da "gripezinha" resolvi ir ao pronto socorro. Diagnóstico: sinusite aguda tensa sinistra.

Tipo, um raio x da face branca, tudo branco, tudo entupido.

Então tome antibiótico, xarope pra tosse, antialérgico, antitérmico, anti isso e aqui. Tanto remédio que é tomar e desmaiar, empacotar, quase um Rivotril 5mg. 

Resultado: trabalho atrasado, casa bagunçada, projetos adiados entre outras coisas.

Moral da história: automedicação pode até matar. A minha gripezinha era sinusite, mas e se fosse dengue ou pneumonia? Meu estado poderia estar pior. Automedicação só vale pro chá de mel e limão, mel e alho, chá de casca de banana, própolis, agrião...só o que pode não adiantar nada, mas mal não vai fazer.

Dica do dia: Se você não é médico ou enfermeiro, não se automedique. Se estiver se sentindo mal, tenha paciência e procure um posto de saúde ou o pronto socorro. A nossa vida vale muito pra ser desperdiçada com achismos.








Nenhum comentário:

Postar um comentário